Dia do Brincar 2014

A  ABBri, com o apoio de seus parceiros e do MuBE, celebra a data oferecendo  ao publico visitante  oficinas lúdicas interativas de arte e criatividade, vivências com jogos e brincadeiras, contação de histórias. Os profissionais interessados poderão se inscrever em oficinas e minicursos que focalizarão propostas relativas ao Brincar integrado à Aprendizagem, Lazer e Saúde.

 

PROGRAMAÇÃO

SÁBADO – 24 de maio de 2014

9h às 9h30: Abertura

9h30 às 12h: Debate – “A Profissionalização do Brinquedista” – Com diversos convidados

Número máximo de participantes: 192 pessoas – Inscreva-se através no e-mail: diadobrincar@mube.art.br

Local: Auditório

OFICINAS

13h às 14h30: Oficina 1 – Escrevendo com as fadas

Coordenação: Luana Carramilo Going – Presidente do Conselho da ABBri; Profa. Dra. Em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano (IPUSP); Edda Bomtempo. Membro do Conselho da ABBri; Profa. Livre-Docente do IPUSP.

Número máximo de participantes: 20 pessoas – Inscreva-se através no e-mail: diadobrincar@mube.art.br

Local: Ateliê 1

13h às 14h30: Oficina 2 – “Entre Lagartas e Sapos…” O Que Eu Faço? CONTO, CANTO E ENCANTO

A oficina propõe a participação interativa com personagens e situações das histórias infantis por meio de expressões musicais, plásticas e dramáticas.

Coordenação: Beatriz Picolo Gimenes – Matemática; Psicóloga; Mestre em Psicologia da Saúde (UMESP); Especialista em Psicopedagogia (UMESP) e em Terapia Familiar em Hospital (UNIFESP); Professora no curso de Psicologia, Universidade Anhanguera. Coordenadora do Núcleo ABBri-SBC/SP, Membro da ITLA.

Inscrições encerradas

Local: Ateliê 2

13h às 14h30: Mini-curso 1 – Organizando a Brinquedoteca Institucional

Troca de experiências e levantamento de questões trazidas pelos participantes, acerca da montagem de uma brinquedoteca, bem como procedimentos para o bom funcionamento das brinquedotecas.

Coordenação: Sandra Gomes de Sá Kraft – Pedagoga (PUC-SP); especialista em Psicopedagogia pelo Instituto Sedes Sapientiae e em Deficiência Mental pela Escola Indianópolis. Atua em psicopedagogia clínica com crianças e jovens com ou sem necessidades educativas especiais. Conselheira da Associação Brasileira de Brinquedotecas.

Número máximo de participantes: 40 pessoas – Inscreva-se através no e-mail: diadobrincar@mube.art.br

Local: Sala de Aula

15h00 às 16h30: Oficina 3 – Brincar ao longo de toda a vida: possibilidade ou condição?

Reflexão com vivências práticas acerca do brincar e da velhice. O brincar ao longo de toda a vida e sua relação com as principais características das fases do desenvolvimento humano. O jogo como base fundamental da cultura.

Coordenação: Samantha R. Ultramari – Mestre em Psicologia da Saúde (UMESP). Pesquisadora da área do brincar e da velhice, relacionando Educação e Saúde. Conselheira da Associação Brasileira de Brinquedotecas. Psicóloga Educacional na Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes/SP; professora do curso de pós-graduação em Psicopedagogia e Psicomotricidade do Centro UNISAL – Lorena/SP.

Inscrições encerradas

Local: Ateliê 1

15h00 às 16h30: Oficina 4 – Brincadeiras e Contação de Histórias no ambiente de saúde

As brincadeiras e as histórias contadas num ambiente de saúde devem favorecer a estadia das crianças e corresponder as suas condições clínicas, trazendo mensagens positivas, sempre adequadas as diversas faixas etárias e maturidade da criança. Os recursos expressivos são meios de colaborar com a equipe médica, resgatando a autoestima da criança e permitindo que ela continue Brincando E SENDO FELIZ!

Coordenação: Silvia Queiroz Varela – Especialista em Arte-terapia. Formação em “Agentes do Brincar” (Playworker) pela IPA Brasil. Membro do Conselho da Associação Brasileira de Brinquedotecas e integrante da Rede Brincar.

Inscrições encerradas

Local: Ateliê 2

ATIVIDADES NA ÁREA EXTERNA – 10h às 18h

“Montando uma oficina a partir de uma contação de histórias”

Proposta que visa dinamizar a contação de histórias, envolvendo o público em um processo criativo pós contação.

Coordenação: Adriana Felicíssimo – Autora do livro “Ideia de Boneco”, coordenadora pedagógica da biblioteca da Escola Móbile, membro do Instituto Viva e Deixa Viver, pós-graduada em contação de histórias.

Local: Marquise

“Brinquedoteca”

Espaço lúdico para o uso de bebês e crianças de até 8 anos.

Coordenação: Sirlandia Reis Teixeira
Monitoria: alunas Pedagogia FIG

Local: Marquise

“A Casa da Música”

Oficina educativa com atividade de interação arte-arquitetura, destinada a crianças, realizada em parceria com a associação finlandesa Construamos a cidade!. Ao final da oficina, curtiremos de uma contação de histórias na Casa construída pelas crianças sob as árvores.

Local: Marquise

“Interação Criança-Escultura”

Proporcionará aos pequenos visitantes a interação com a marcante escultura que recepciona o publico, à entrada do Museu, recriando-a no próprio corpo.

Coordenação: Irene Quintáns. Integrante da Rede OCARA, rede latino-americana de experiências e projetos sobre cidade, arte, arquitetura e espaço público em que participam crianças.

Local: Piso Inferior

Tenda 1 – “Reciclando ideias”

Proposta de criação coletiva de pintura para todas as idades.

Coordenação: Sandra Vaz dos Reis – Psicóloga, com experiência com brinquedoteca para adultos institucionalizados. Atualmente, atuando com crianças e adultos com necessidades especiais.
Monitoria: voluntários brinquedistas

Tenda 2 – Contação de histórias

Apresentações de diversos contadores convidados.

Coordenação: Rodrigo Castro (ABBri)
Monitoria: voluntários do “Coletivo Brinquedista”

Tenda 3 – Produção e exposição de Ecobrinquedos

Coordenação: Tereza Miriam Pires Nunes – Ecobrinquedoteca do Parque- Campinas.
Monitoria: Voluntários brinquedistas
Tenda 4 – Brinquedões

Jogos de tabuleiro gigantes.

Coordenação: Eliana Tarzia – IPA Brasil – Associação pelo Direito de Brincar Monitoria: voluntários brinquedistas

Tenda 5 – Brincadeiras tradicionais

Para crianças e adultos.

Coordenação: Samantha Ultramari (ABBri)
Monitoria: alunas pós-graduação UNISAL-Lorena

Tenda 6 – Sarau de jogos

Jogos de regras desafiantes para adultos.

Coordenação: Maria Cecilia Aflalo (ABBri)
Monitoria: fabricantes convidados

17h: Encerramento

DOMINGO – 25 de maio de 2014

OFICINAS

9h às 10h30 – Oficina 5. “A arte de contar histórias para quem ainda usa fraldas”

O trabalho com histórias e cantigas desde cedo auxilia no desenvolvimento da linguagem, no fortalecimento de vínculos afetivos e na formação de leitores. A oficina apresentará, de forma lúdica e interativa, recursos para o trabalho com a arte narrativa para crianças de 0 a 3 anos.

Coordenação: Ivani Magalhães – Mestre em Educação (PUC-SP) com formação em Psicologia e Pedagogia. Docente no curso de Pedagogia do Centro Universitário Ítalo Brasileiro – UniÍtalo e na Pós-graduação em “A arte de contar histórias: Abordagens poética, literária e performática”. Autora de literatura infantil e coautora dos livros “A arte de contar histórias: Abordagens poética, literária e performática” (Ícone, 2010) e “Essa história eu conto assim” (Giostri, 2012).

Inscrições encerradas

Local: ateliê 1

9h às 10h30: Oficina 6 – “Criação de espaços lúdicos em creches e pré- escolas”

Coordenação: Claudia Panizzolo – Mestre e Doutora em Educação. Pedagoga, especialista em Educação Infantil. Conselheira da Associação Brasileira de Brinquedotecas. Professora adjunta do Programa de Pós-Graduação em Educação e do curso de Pedagogia, na área de Educação Infantil – UNIFESP. Pesquisadora na área de Brinquedoteca, Brinquedoteca Hospitalar e cultura material escolar.

Inscrições encerradas

Local: Ateliê 2

9h às 10h30: Mini-curso 2 – Brinquedoteca Universitária: projetos e possibilidades

A Brinquedoteca universitária como núcleo propulsor de ensino, pesquisa e extensão.
Seu papel social e cultural. O projeto de organização e execução da Brinquedoteca Circulante Metodista.
A Brinquedoteca da FEUSP – LABRIMP. O Núcleo de Cultura e Pesquisa do Brincar – a Brinquedoteca da PUC-SP.
A Brinquedoteca Universitária, da Universidade do Contestado – UnC.
Exposição e Discussão de projetos em andamento.

Coordenação: Vera Barros de Oliveira – Presidente da Associação Brasileira de Brinquedotecas (gestão 2012-2013); Doutora e Livre Docente em Psicologia pela USP, membro da Academia Paulista de Psicologia. Autora de vários livros e artigos sobre o Brincar e a Brinquedoteca.

Número máximo de participantes: 40 pessoas – Inscreva-se através no e-mail: diadobrincar@mube.art.br

Local: Sala de aula

10h15 às 12h30: Debate – Brincando com segurança -Com participação do publico em geral

O Direito do Brincar e a criação de espaços lúdicos para as crianças e famílias que promovam a convivência, com segurança. As responsabilidades e como prevenir acidentes com crianças.

Coordenação: Alessandra Françóia – Bacharel em Comunicação Social, Jornalismo pela PUC-PR, especialista em Gestão de Projetos com ênfase em Responsabilidade Social pelo ISAE/FGV. Coordenadora nacional da instituição CRIANÇA SEGURA Safe Kids Brasil. Roselene Crepaldi. Pedagoga, Doutora em Educação (FE-USP); Assessora técnica no Gabinete da Secretaria de Esportes do Município de São Paulo. Pesquisadora do GIEL – Grupo Interdisciplinar de Estudos do Lazer; membro dos Fóruns Paulista de Educação Infantil, de Cultura da Infância, da Aliança pela infância e do GT Brincar da RNPI – Rede Nacional Primeira Infância.

Número máximo de participantes: 40 pessoas – Inscreva-se através no e-mail: diadobrincar@mube.art.br

Local: Sala de aula

ATIVIDADES NA ÁREA EXTERNA – 10h às 14h

“Brinquedoteca”

Espaço lúdico para uso de bebês e crianças de até 8 anos.

Coordenação: Sirlandia Reis Teixeira
Monitoria: alunas Pedagogia FIG

Local: Marquise

Oficina: Brinquedoteca intergeracional – Tudo junto e misturado!

A organização de atividades lúdicas reunindo pessoas de diferentes gerações pode ser uma solução para os conflitos tão comuns em locais de convivência como os condomínios, entre outros, facilitando a integração e o convívio pacífico. Na oficina, serão desenvolvidas atividades que exemplificam a proposta.

Coordenação: Rachel Grenfell – Educadora, Psicóloga (PUC/SP); Especialista em Gerontologia educacional (UNISUL/SC); Brinquedista (Instituto Indianópolis; Agente socioambiental (SENAC/SP) e Agente do Brincar (IPA-Brasil); Membro da Rede Brincar e Aliança pela Infância. Consultora para assuntos relacionados ao brincar em empresa de produção e consultoria cultural.

Local: Marquise

Tenda 1 – “Arte para todos”

Proposta de criação plástica para todas as idades.

Coordenação: Maria Pacca – Professora de Artes Plásticas do MUBE. Bacharel em Belas Artes, pela California State University. Aperfeiçoou-se em aquarela e desenho e promove oficinas dessas técnicas.
Monitoria: voluntários brinquedistas.

Tenda 2 – Contação de histórias

Apresentações de diversos contadores convidados.

Coordenação: Rodrigo Castro (ABBri).
Monitoria: voluntários do ”Coletivo Brinquedista”.

Tenda 3 – Brinquedões

Jogos de tabuleiros gigantes.

Coordenação: Eliana Tarzia (IPA Brasil- Associação pelo Direito de Brincar).
Monitoria; voluntários brinquedistas.

Tenda 4 – Brincadeiras tradicionais

Para crianças e adultos.

Coordenação: ABBri
Monitoria: voluntários brinquedistas.

Tenda 5 – Sarau de jogos

Jogos de regras desafiantes para adultos.

Coordenação: Maria Cecilia Aflalo (ABBri)
Monitoria: fabricantes convidados.

13h: Fim da Festa

Com desfile lúdico de todos os participantes e voluntários.

Museu Brasileiro da Escultura
Avenida Europa, 218
Jardim Europa – São Paulo – SP
11 2594 2601
Entrada também pela Rua Alemanha, 221